Brasília: a capital das belezas naturais e arquitetônicas

Brasília
Por Laila Goulart

Céu de Brasília: traço do arquiteto

Gosto tanto dela assim. Parafraseando Djavan, Brasília tem um céu desenhado, que na época da seca (de junho a setembro), brinda os moradores e turistas com um pôr do sol mais lindo que o outro. A falta de mar ou de grandes belezas naturais e as consequências à saúde que a seca pode causar são altamente compensadas pelo céu.

Aliás, a falta de belezas naturais é algo discutível. A capital do país tem o Lago Paranoá, ipês, flamboyants, grandes áreas verdes, como o Parque da Cidade, o Parque Ecológico Dom Bosco, o Parque Nacional de Brasília, Jardim Botânico e ainda fica muito próxima de lindas paisagens do estado de Goiás (assunto pra outro post).

Não achou o suficiente? Há ainda a Esplanada dos Ministérios, que pode não ser sinônimo de beleza natural, mas é impactante à primeira vista. Sabe todas as reportagens de política do Brasil? Trazem imagens de lá. E ver ao vivo algo tão presente no nosso cotidiano televisivo tem seu encantamento.

A região da Esplanada concentra, claro, os ministérios, mas traz ainda muitos pontos turísticos. Fazer tour em alguns desses lugares vale muito a pena, não só pela aula de história mas também pelo simbolismo e pela arquitetura da região.

Pra lista de visitações:

Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, ou simplesmente Catedral de Brasília, com sua arquitetura única, está aberta para visitas todos os dias, das 7h às 17h. As missas acontecem ao meio-dia e domingo, às 10h. É o ponto turístico mais visitado da capital.

Museu da República, sempre com boas exposições, fica aberto de terça-feira a domingo, das 9h às 18h30. Entrada gratuita.

Biblioteca Nacional: funciona de 8h às 19h45, de segunda a sexta, e aos sábados, das 10h30 às 15h.

Congresso e Senado: O Palácio do Congresso Nacional está aberto à visitação das 8h30 às 17h30, com a saída do primeiro grupo às 9h. Nos finais de semana, as visitas em inglês saem às 10h15 e 16h15, sem a necessidade de agendamento. A visitação ao Congresso Nacional acontece de forma integrada entre o Senado Federal e a Câmara dos Deputados. A duração do percurso da visita é de cerca de 1 hora.

A visitação é fechada às terças e quartas-feiras. Às quintas-feiras, devido a um maior movimento no Congresso, é obrigatório o agendamento prévio para realização das visitas.

Nos finais de semana e feriados, o acesso dos visitantes é feito pela rampa principal, na entrada do Palácio que fica em frente à Esplanada dos Ministérios. O grupo é recepcionado no Salão Negro. Em dias úteis, o atendimento é transferido para a Chapelaria (Salão Branco, no subsolo). Fique atento às placas de sinalização no início da rampa. Informações de https://www2.congressonacional.leg.br/visite/guia-do-visitante-pt O acesso é gratuito.

Itamaraty: um dos lugares mais interessantes pra visitar. Projetado por Oscar Niemeyer e inaugurado em 1970, o Palácio Itamaraty é a sede do Ministério das Relações Exteriores. O prédio foi construído apenas com materiais nacionais e seus salões abrigam obras apenas de artistas nascidos ou naturalizados brasileiros – como Athos Bulcão, Alfredo Volpi, Bruno Giorgi, Frans Krajcberg, Franz Weissmann, Maria Martins, Mary Vieira, Iberê Camargo, Ione Saldanha, Rubem Valentim, Sérgio de Camargo e Tomie Ohtake. O paisagismo é autoria de Roberto Burle Marx.

As visitas são oferecidas em dias úteis às 9h, 10h, 11h, 14h, 15h, 16h e 17h.

Nos finais de semana, as visitas acontecem às 9h, 11h, 14h, 15h e 17h.

As reservas podem ser feitas por e-mail (visita@itamaraty.gov.br) ou pelo telefone (61) 2030-8051. O acesso é gratuito. Informações de http://www.itamaraty.gov.br/pt-BR/visite-o-itamaraty

Praça dos Três Poderes: espaço aberto entre os três edifícios monumentais que representam os três poderes da República: o Palácio do Planalto (Executivo), o Supremo Tribunal Federal (Judiciário) e o Congresso Nacional (Legislativo).

Supremo Tribunal Federal: para visitas, recomendamos consultar o calendário disponível no site: http://www.stf.jus.br/portal/cms/vertexto.asp?servico=sobreStfVisitacaoPublica

Palácio da Justiça: As visitas são apenas para grupos de estudantes de escolas e/ou universidades, durante a semana e com duração de 1h30. Os agendamentos devem ser feitos com, no mínimo, 10 dias de antecedência pelo e-mail cerimonial@mj.gov.br

Palácio do Planalto: As visitas ocorrem aos domingos, das 9h30 às 14h. São formados grupos com 20 pessoas, a cada 30 minutos. O roteiro inclui visita aos Salões Nobre, Oeste e Leste, Sala de Reunião Suprema, Sala de Audiência, Gabinete Presidencial e apresentação das obras de artes. O agendamento é realizado pela internet. Veja aqui: http://www2.planalto.gov.br/presidencia/palacios-e-residencias-oficiais/visitas

Palácio da Alvorada: um pouco mais distante, é a residência oficial do Presidente da República. Foi o primeiro edifício construído em Brasília, em 30 de junho de 1958. As visitas ocorrem apenas às quartas-feiras, das 14h30 às 16h50 e deve ser agendada pela internet também (http://www2.planalto.gov.br/presidencia/palacios-e-residencias-oficiais/visitas). Como o horário é mais restrito, mesmo que você não consiga visitar, vale a pena passar pela frente.

Memorial JK: traz a história da família de Juscelino Kubitschek. Está aberto para visitação de terça a domingo, das 9h às 18h. É um dos poucos lugares (talvez o único) em que você precisa pagar para entrar. Valor do ingresso: Inteira R$ 10,00 e meia-entrada para estudantes e idosos.

Estádio Mané Garrincha ou Estádio Nacional de Brasília: Estádio de futebol e arena, foi inaugurado em 1974 e tem capacidade para mais de 72 mil pessoas. O Estádio está aberto para visitação todos os sábados de 9h às 11h30.

Torre de TV: Com cerca de 12 mil visitantes por semana, a Torre é o segundo ponto turístico mais visitado da capital. Com 230 metros de altura, o atrativo está estrategicamente localizado no centro da cidade. Uma das maiores diversões dos turistas é subir até o mirante do local, a 75 metros do solo, de onde se tem uma visão privilegiada da Esplanada dos Ministérios, Setores Hoteleiros Norte e Sul, Estádio Nacional de Brasília, Autódromo Nelson Piquet, Lago Paranoá, da cidade de Brasília e outras Regiões Administrativas.

Há uma fonte luminosa em frente à Torre, que deixa a vista ainda mais bonita, mas em função do racionamento de água e para evitar desperdício, a fonte funciona por 6,5h por semana.

Terça a sexta-feira:
18h30 / 19h30 / 20h30
15 minutos de funcionamento e 45 minutos de intervalo desligada.
(45 minutos/dia)

Sábado, domingo e feriados:
10h / 12h / 14h / 16h – 15 minutos de funcionamento e 1h45 minutos de intervalo desligada.
18h30 / 19h30 / 20h30 – 15 minutos de funcionamento e 45 minutos de intervalo desligada.
(150 minutos/dia)

O Complexo da Torre de TV conta ainda com uma Feira de Artesanato local. A Feira acontece de terça a quinta-feira, das 9 às 17h, e de sexta-feira a domingo, das 9 às 18h.

Não confunda a Torre de TV com a Torre de TV Digital. A Digital é bem mais distante, foi reaberta para visitação em 2015, após dois anos fechada. Confesso que nunca fui, mas a atração oferece um mirante de 110 metros de altura, com elevadores de acesso. Cada pessoa pode permanecer três minutos no 13º andar, onde fica o mirante.

Ufa! Bastante coisa né? Muita gente vai pros EUA e faz esse tipo de visitas por lá, ao Capitólio ou à Casa Branca. Por que não incentivarmos esse tipo de visitação aqui também?

Brasília é uma cidade grande, possui a terceira maior população do país, tem problemas de transporte público (ônibus péssimos e metrô desfalcado) e pode apresentar dificuldades a pedestres. Calçadas e espaços para caminhar não fazem parte de qualquer lugar. O carro é, sem dúvidas, o transporte mais privilegiado. Se você visitar durante finais de semana, o trânsito é muito tranquilo e fica fácil de estacionar. A cidade tem ainda Uber, Cabify, 99 taxis, o que facilita os passeios.

Apesar de a cidade respirar política, a população não vive isso no dia a dia. População essa que é extremamente diversa. Tem gente de tudo quanto é lugar do país. Todas as regiões. Todas as caras e sotaques. Recomendo conhecer essas caras, esse céu e essa arquitetura, combinação única e linda. Por tudo isso, Brasília merecerá outros posts por aqui.

Leave a Comment

Required fields are marked *.


%d blogueiros gostam disto: