Floripa: ilha da magia e nossa terra natal.

A gente é de Floripa e ainda não tínhamos escrito nada sobre nossa cidade natal.

 

Dizia minha professora de português que “Floripa é uma cidade pequena, metida a grande”. Ainda não achei uma descrição melhor pra essa ilha. Capital do Estado de Santa Catarina, tem no turismo grande parte de sua renda, mas explora essa atividade de maneira bastante provinciana ainda.

 

Isso talvez encante ainda mais os que nos visitam. Paulistas e gaúchos vêm passar férias e acabam decidindo por morar nesse pedacinho de terra. O povo manezinho (como somos chamados), tem uma certa ingenuidade e tranquilidade de vida que cativa. Agilidade mesmo, só pra falar! Colonizados pelos portugueses da Ilha dos Açores, temos uma grande influência da cultura e língua de lá. (procure no google manezinho falando pra entender)

 

Quanto ao turismo e serviços, nos últimos dois anos surgiram vários bares, bistrôs e cafeterias especializadas. Até o Marriot (rede internacional de hotéis) resolveu abrir sua filial por aqui. Pensa no evento na cidade quando ele inaugurar? Porque Floripa é assim, tudo é um novidade. Menos o IronMan e o Guga, eles são da casa.

 

Vamos deixar aqui uma listinha dos lugares mais descolados pra incluir no seu roteiro pela cidade. E se vier pra Floripa, escreve pra gente! Será um prazer dar dicas locais da cidade que tanto amamos.

Melhor hotel pra se hospedar pela região Central:

 

Blue Tree Towers tem um bom custo benefício e já foi testado e aprovado por vários casais de amigos que vieram nos visitar. Tem um plus de ter um bom restaurante no piso térreo: O pescador.

Dependendo do seu orçamento, é possível arriscar pousadas boutique pela Lagoa ou até Jurerê. São ótimas regiões pra poder rodar a cidade sem grande transito.

Cafés

Melhor café pra um café da manhã: Floripa acorda tarde, antes das 9h é difícil achar algum lugar que sirva um café da manhã diferenciado.

Na Lagoa, o Café Cultura é sempre uma boa opção. E a decoração do novo espaço ficou esplendorosa.

Na SC o café François é o queridinho da Ilha há anos.

No Centro, o Café Paris fica escondidinho dentro de uma galeria, mas tem um atendimento maravilhoso e produtos que encantam.

No Campeche, o Mercado Sehat está entre umas das melhoras opções para uma boa xícara de café.

Almoço com vista:

Porto do Contrato. Sempre! Se está a fim de ir até o Ribeirão da Ilha (turistas, vale a pena). O visual é lindo, o preço honesto e o atendimento é sempre ok também. Experimente o namorado crocante, nosso all time favourite.

Outra opção é estacionar o carro em Santo Antônio de Lisboa e andar pelas várias opções por ali. Marisqueria Sintra, Amalfi, Pitangueiras e o Rosso Restro com seu polvo famoso. Todo manezinho conhece.

Jantar ou drinks:

Felizmente a cena gastronomica tem crescido muito por aqui, em especial na região central de Floripa. Escolha Delfino, Liquorice ou Dois sem erro. Comida bacana e drinks belíssimos são a pedida desses lugares. O Delfino é o mais intimista e o primeiro a se encorajar pela região.

A casa 48, que também pode ser uma opção de hotel boutique, serve em alguns períodos, refeições maravilhosas com um visual de cair o queixo.

Floripa também está tomada por food parks. Se essa é a sua vibe ou se procura algo mais em conta, pesquise o mais próximo da sua localização. Mas no bairro Santa Mônica tem 2 boas opções. Inclusive, ali perto fica o Uncle Joe`s, nosso hamburguer favorite.

Agora, pra comer uma das melhores refeições da vida com um atendimento primoroso: artusi! Sem dúvidas. Peça o gnocchi de mandioquinha com file mignon que você não irá se arrepender. Já criamos uma seita de apreciadores desse prato. Vale cada centavo (e é bem servido)!

Pra finalizar e a qualquer momento, temos duas gelaterias italianas que valem a fila de espera: Mondi, no Itacorubi, e Gelateria do Max, em vários pontos da cidade.

Pra finalizar:

Ah, leve em consideração que muitos lugares em Floripa não abrem domingo ou segunda à noite. Cheque o Instagram ou o google pra conferir horários e não pegar fila a toa. Reservas não são tão necessárias nem usuais por aqui, e a maioria das casas possuem serviço de valet ou estacionamento na frente.

Deixe uma resposta